terça-feira, 15 de maio de 2012

Análise Okami

Olá pessoal! Primeiramente, acho melhor eu me apresentar: eu sou o Mr.Gameworld, administrador e autor do Blog Pretty Cool Games. Estou aqui hoje para dar inicio a uma parceria que eu e o Matheus fechamos, onde mensalmente escreverei para vocês, leitores do Território dos Games. Gostaria alias de agradecer ao amigo Matheus por ter me dado essa oportunidade. O game que escolhi foi Okami. Então, espero que gostem! Boa leitura para todos!

Okami: A arte Japonêsa em movimento! 
Acho muito difícil que haja alguém que acompanhe o mundo dos games que nunca tenha ouvido falar de Okami. E para quem não ouviu, sinta-se a vontade para me acompanhar nesse texto, que servirá como um resumo do que você pode esperar desse game. Okami é uma produção da Clover Studios em parceria com a Capcom, que foi considerado um dos games mais inovadores e bem desenvolvidos de sua geração. Como o titulo  que coloquei logo acima diz, a arte gráfica será certamente a primeira coisa que chamará sua atenção. Nela você encontrará um estilo que reproduz a mais pura arte do Japão antigo, com belíssimas pinturas que por si só já poderiam gerar a impressão de serem vivas. Agora, tente imaginar essa arte realmente em movimento. Imaginou? Isso é Okami! Graficamente de fato é impossível citar algo parecido, pois esse sem duvida foi um dos games mais belos que já joguei nesse quesito. E não somente os personagens têm esse lindo detalhamento, pois você terá a sua disposição um mundo totalmente aberto, cheio de detalhes, com muito da cultura, arquitetura e natureza Japonesa expressas de forma única. 

Tratando-se de enredo e jogabilidade, o game também não decepciona em momento algum: você assumirá o controle de Amaterasu (a Deusa do Sol) reencarnada em um Lobo que tem como objetivo banir o Dragão-Demônio de nove cabeças Orochi, que retornou ao mundo em busca de uma bela moça do vilarejo mais próximo de seu templo para saciar sua fome, em troca de não causar uma catástrofe que acabaria com o Japão. No controle de Amaterasu você terá um artefato mágico que será sua principal ferramenta: o Pincle Celestial. Tal artefato torna Okami extremamente original também no sentido jogabilidade, pois a interação com os cenários e o estilo de movimentos que o Pincel possibilita são realmente incríveis. Você poderá utilizar-se das habilidades dele para realizar milagres durante sua missão. Isso tudo acontece em um sistema onde você é livre para literalmente desenhar o que achar necessário nos cenários. Dentro desse conceito, o game se desenrola com enigmas regados á muito raciocínio, onde você deverá saber as habilidades milagrosas certas do Pincel Celestial para seguir o game, que também exige uma certa coordenação motora para fazer os movimentos certos com o Pincel no modo de pintura.

No aspecto exploração, existe praticamente um Japão inteiro para ser explorado, com diferentes ambientes sem grandes limitações para o jogador, cheios de detalhes que motivam a exploração (alimentar animais, reviver árvores mortas, ajudar pessoas em determinandas tarefas, procurar itens secretos, etc). A liberdade é um dos pontos mais altos dessa aventura, sem dúvida alguma! Já os combates funcionam em uma linha Ação, mas que compartilham muitos elementos em comum com RPGs, como diferentes itens e algumas magias que podem ser utilizadas, fazendo assim com que o game consiga agradar diferentes públicos. Com tudo isso, você precisa de mais motivos para jogar o sensacional Okami? De verdade: aconselho esse game para todos os que curtem videogames. Diria que esse é um daqueles obrigatórios, que deve ser jogado por ter qualidades e inovações que não acabam mais, fora a questão cultural, pois o game de uma forma geral (gráficos, musica, design dos cenários e personagens, etc) é uma forte expressão da arte tradicional Japonesa. Pois é com essa dica de game que eu vou me despedindo. Novamente, meu muito obrigado ao Matheus por me dar a oportunidade de participar desse site e também, meus sinceros agradecimentos à todos que me acompanharam também por aqui. Se tudo der certo, mês que vem nos vemos novamente por aqui. Até mais pessoal! Continuem acompanhando o Território dos Games! Vejo vocês na próxima!


Assinado: Mr.Gameworld. Para ler a análise de Okami no estilo do meu Blog (além de outras reviews), visite o Blog Pretty Cool Games: http://prettycoolgames.blogspot.com.br/p/indice-de-postagens.html

4 comments

Anônimo
16 de maio de 2012 16:23

Muito bom o análise

Anônimo
16 de maio de 2012 17:37

Adorei esse analise

Rubório
1 de junho de 2012 21:00

Meu, meu sonho é jogar este jogo rs... sério, desde que li a respeito amei, vi as imagens, o game é lindo fora de série. Agora peguei estes dias e coloquei no meu PS2 para rodar, é muito lindo, mas agora vem a minha parte triste: na boa eu não consegui usar o pincel, sem chances... sério acabei de desligar meu PS2 e buscando alguma explicação na net.. eu infelizmente não tenho o Dual Shock 2, somente tenho o controle original mas do PS1, dual shock, logo tem os sticks, mas na hora de desenhar o que deve ser a constelação mais inocente do jogo a 1ª, que é do dragão... não dá, fiquei aqui frustrado, pois meu, assim, sou gamer... tenho meus 30 anos, acabei de zerar as 3 versões de Metal Gear Solid (MGS1, 2 e 3), daí quase caí no vício de voltar a jogar Pro Evolution Soccer 2012, mas pensei vou jogar o Okami, peguei recente, e esse sim é jogo de verdade... mas apesar de me considerar um jogador vejo que usando o controle original de play1 é impossível fazer as pinceladas, não me considero tão sem noção assim... a sensibilidade do stick do Dual shock 2 é tão melhor assim que o do PS1? Poderia me fazer o favor de verificar em seu game no seu PS2, usando um controle de PS1? Sério, pq se for terei de comprar outro controle so pra jogar esse game... OBS: claro que tenho um controle Dual shock 2, mas o que veio no meu PS2 é um modelo alternativo, não da Sony, logo, sempre que necessitei dele, pois tem games que só aceitam o DualShock2, sempre me serviu, mas dessa vez... sério fiquei mais de 1 hora tentando fazer a pincelada do zig-zag do dragão é a primeira pincelada.. af... me tira essa dúvida, por favor!!

4 de junho de 2012 16:29

Dual shock é melhor do que PS1,E o game funciona qualquer controle

Postar um comentário

Credits